Arquivo de Novembro, 2009

Ontem assisti o programa da Rede Globo – Por Toda a Minha Vida e vi até onde chega a pessoa que aposta todas as suas fichas em uma ilusão. Cazuza sem dúvida era um grande poeta e cantor, mas o brilho desse mundo o ofuscou e o fez trilhar um caminho sem volta.

É engraçado como a figura de Herói é colocada em alguém que é tudo que podemos reprovar em uma pessoa. Mas como o sucesso e a fama apaga essa imagem e própria mídia faz questão de esconder isso, só nos resta estar atentos no que estão passando para nossa juventude de hoje e PROTESTAR.

Protestar contra essa iversão de valores é o que devemos fazer. E os verdadeiros heróis? Anônimos e mesmo famosos que não são vistos com tanto glamour assim.

Não sou juiz de ninguém e não quero que me entendam por preconceituoso, mas dizer que podemos seguir o padrão de vida dele é demais.

Uma psicóloga que assistiu o filme Cazuza, escreveu o seguinte texto:

– ‘Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora. As pessoas estão cultivando ídolos errados.

Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza? Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.

Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado. No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo?

Cazuza só começou a gravar pois o pai era diretor de uma grande gravadora.

Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante.

Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira -Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?

Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido ..

Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissesem NÃO quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor .

Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar. Não se preocupem em ser ‘amigo’

de seus filhos. Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi a pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.’

Karla Christine – Psicóloga Clínica

 

Quando decidimos servir a Cristo recebemos de Deus muitos benefícios entre eles o de de pertencer a uma igreja local:
Receber a ministração da Palavra.
• Gozar do privilégio do culto coletivo.
• Receber assistência espiritual.
• Manter comunhão espiritual.
• Cura;
• Libertaçao
• Etc.

 

E juntamente com todos esses benefícios Deus nos dá a oportunidade de participarmos do Seu trabalho nos concedendo talentos.

“A um cinco… a outro dois e a outro um”. (Mt 25.15)

Aquele senhor ausentou-se para longe e voltando viu foi prestar contas do que havia sido feito de seus bens.
O que recebera cinco apresentou outros cinco. O que recebera dois do mesmo modo apresentou outros dois. Mas o que recebera um cavou na terra e ENTERROU o bem de seu senhor.

Os que multiplicaram os talentos foram recompensados e o que enterrou perdeu o talento e foi jogado nas trevas exteriores.

Quando ouvimos falar nesta parábola vemos a ênfase que é dada ao se falar que um dos servos recebeu apenas um talento, só um talento.

E observando a tabela de pesos e medidas: percebi que aquele homem não recebeu “só um talento”. Ele recebeu um talento. Era muita coisa.

UM TALENTO = 6 000 DENÁRIOS ou DRÁCMAS
UMA DRÁCMA ou DENÁRIO = UMA DIÁRIA DE TRABALHO
Se fossemos colocar em diárias de R$ 50,00:
UMA DIÁRIA = R$ 50 x 6 000 = R$ 300 000
Se fosse pagar seriam quase 17 anos de trabalho diário sem folga.

Aquele senhor não dispensou uma mixaria qualquer àquele servo não. Era muito dinheiro. E o que ele fez? NADA.

Deus investiu alto naquele servo. Deu-lhe privilégios. E a paga foi: NADA x NADA.

E o que aconteceu àquele servo? Perdeu tudo. E pior foi lançado nas trevas exteriores!

Os que pensam que é impossível agradar a Deus, e é em vão servi-lo, nada farão para o propósito de Deus. Se queixam de que Ele exige deles mais do que são capazes, e que os castiga pelo que não podem evitar. Qualquer coisa que seja o que pretendam, o fato é que não gostam do caráter nem da obra do Senhor.

CONCLUSÕES


• Deus é o mantenedor da Obra;
• Ele nos dá oportunidades e junto com elas, benefícios e responsabilidades;
• Um dia o Senhor prestará contas conosco. Não há como escapar.
• Quem desempenhar um bom papel com seus talentos será recompensado;
• O servo preguiçoso está sentenciado a ser privado de seu talento.
• Deus investiu alto em voce não desperdice essa chance! Voce não recebeu “só um talento” . voce rebeu de Deus motivo para trabalhar por muitos anos para Ele.

Estás tu pronto a prestar contas com teu senhor? Ainda dá tempo.

Em Cristo, Kayo Bruno